As mudanças no setor do pré-fabricado

Referência na área, o Professor Mounir Khalil El Debs conta um pouco sobre as transformações que o segmento sofreu ao longo de sua carreira

Trabalhadores da construção civil (Foto: Pixabay)

 

Até os anos 1980, os fabricantes, em geral, ditavam a forma de aplicação do pré-fabricado, mas isso foi mudando e aos poucos tiveram que se ajustar para atender aos projetos arquitetônicos.

A publicação Pré-moldados de concreto: coletânea de obras brasileiras, de 2008, da ABCIC e da ABCP, mostra diversos exemplos de aplicações nas quais se pode notar essa mudança.

Auto adensável

Ao longo desse tempo, também houve o surgimento de várias empresas de porte médio distribuídas pelo território nacional, além da incorporação mais rápida de inovações.

“Um exemplo é o emprego do concreto auto adensável (CAA) nos pré-fabricados, cujo desenvolvimento iniciou-se no Japão, no final da década de 1980, objetivando a moldagem de elementos de concreto com altas taxas de armadura”, revela o especialista Mounir Khalil El Debs, professor sênior do departamento de Engenharia de Estruturas da EESC-USP.

Essa ferramenta foi sendo apropriada pela indústria do concreto no pré-moldado tendo em vista, entre outras vantagens, a diminuição da mão de obra na operação de moldagem e a redução do barulho.

Crescimento de fabricantes

Segundo o Professor Mounir, outro aspecto importante foi a ampliação de fabricantes de painéis alveolares, cuja produção, em metros quadrados por habitantes, é utilizada como índice da industrialização.

“Não tenho o índice atual no Brasil, mas certamente aumentou bastante desde o início da década 1980, quando os painéis alveolares se tornaram disponíveis comercialmente no Brasil por um fabricante”, conta o autor do livro Concreto pré-moldado – 2ª Ed.

Tudo a ver 

Entre os dias 7 e 11 de maio, o Professor Mounir Khalil El Debs apresentará o workshop Ligações de estruturas de concreto pré-moldado I: consolos e dentes de concreto, onde vai tratar do projeto de dois componentes essenciais utilizados nessas ligações: consolos e dentes de concreto.