Bernardo F. Tutikian: “A corrosão é o problema mais recorrente e que mais gastos e preocupação traz para as pessoas”

Matéria publicada em 26.11.2019

Autores do livro Patologia de Estruturas falam em entrevista sobre o uso correto do termo patologia, manifestação patológica e as melhores práticas para evitar o colapso de uma estrutura. Com a palavra, três grandes especialistas na área.

Observar e estudar sintomas característicos tais como descolamentos de revestimentos de fachadas, fissuras e vidros que se quebram são sintomas que podem indicar problemas mais sérios e devem ser pesquisados, caso a caso. (Imagem: Pixabay/anaterate)

Comunitexto: Ainda vemos muitas pessoas usarem o termo no plural (“patologias”). Por que é considerado errado?

Autores: Pois é, infelizmente o uso errado (equivocado) do termo é comum para os leigos e até para muitos profissionais destacados. Patologia é uma ciência, e como tal, não tem plural. Ainda, é uma palavra que vem do grego – Pathos – doença. Logos – estudo. Ou seja, Patologia é o estudo da doença. A fissura, manchamento… são doenças, apenas.

Assim como biologia é o estudo da vida ou geologia o estudo da terra. São ciências, não há plural e não podem ser confundidas com as falhas. Uma fissura é uma manifestação patológica, uma falha, já a patologia estudará a fissura, verá porque surgiu, como corrigir, como evitar que surja em obras futuras e como será sua evolução. Esta é a diferença.

CT: De modo geral, existe alguma manifestação patológica recorrente?

Autores: Nas estruturas de concreto armado e protendido, que são as mais utilizadas no mundo, a corrosão é o problema mais recorrente e que mais gastos e preocupação traz para as pessoas. É a manifestação que mais estudos provoca e que traz um grande desafio para os profissionais.

Mas podem haver outras com maior preocupação local, como recalque diferencial em Santos-SP, reação álcali agregado em Recife-PE, recalque uniforme em Veneza-IT, e assim por diante. Às vezes, casos locais impulsionam determinado tema dentro da área de Patologia.

Leia também

Patologia das construções: Prazos de garantia de recomendados no Brasil

Patologia das construções e vida útil das edificações

Definições e nomenclaturas para o estudo da patologia das construções

CT: Quais práticas devem ser realizadas a fim de evitar o colapso de uma estrutura?

Autores: É complexo falar de forma tão generalista, mas devemos, em todas as edificações, ter um uso adequado, realizar as manutenções programadas e não programadas e ter uma inspeção periódica. É mais ou menos como o ser humano, como fazer para viver mais? Uso adequado (boa alimentação, exercícios, dormir bem), manutenção e inspeção (check up).

Observar e estudar sintomas característicos tais como descolamentos de revestimentos de fachadas, fissuras, vidros que se quebram, portas que não abrem ou não fecham, infiltrações de água não esperadas, são sintomas que podem indicar problemas mais sérios e devem ser pesquisados, caso a caso.


GRANDE PROMOÇÃO DA OFICINA DE TEXTOS