Bioma Floresta Quente‑Temperada Úmida Decídua (eubioma)

Em seu total, ele soma cerca de 50.000 km2, situandose entre o bioma da Floresta de Araucária ao norte e os Pampas ao sul

Esse tipo de bioma florestal ocorre no centro‑leste e no noroeste do Rio Grande do Sul e em parte do sudoeste de Santa Catarina, formando duas pequenas áreas nas bacias dos rios Jacuí, Ijuí, Pardo, Taquari e Uruguai.

Em seu total, ele soma cerca de 50.000 km2, situando‑se entre o bioma da Floresta de Araucária ao norte e os Pampas ao sul, já na borda do Planalto Meridional. O clima é quente‑temperado úmido, com um inverno bem rigoroso de cerca de três meses, quando as mínimas absolutas ficam abaixo de 0 °C, podendo atingir 5‑6 °C negativos.

Esse bioma forma pequenas áreas na bacia do rio Taquari. (Imagem: Colinas Cidade Jardim)

 

As médias anuais de temperatura ficam entre 16‑18 °C. As precipitações são uniformes ao longo de todos os meses do ano, com totais anuais por volta de 1.800 mm. Os solos têm algumas características de solos de regiões temperadas, opondo‑se aos latossolos típicos de regiões tropicais.

Do ponto de vista nutricional, eles são mais férteis e, por isso, muito utilizados em atividades agropecuárias, razão pela qual essas florestas estão reduzidas a menos de 4% de sua área original. A vegetação tem um porte de cerca de 20‑30 m de altura, é densa e decídua, ao menos em seus estratos arbóreos superiores.

Fauna e flora

Quanto à flora, bem mais pobre que aquelas das florestas tropicais, podem‑se citar o açoita‑ cavalo (Luehea divaricata), o tarumã (Vitex megapotamica), o ingá (Inga uruguensis), Ruprechtia laxiflora, o branquilho (Sebastiana commersiona), a grápia (Apuleia leiocarpa), o angico‑vermelho (Parapiptadenia rigida), o louro‑pardo (Cordia trichotoma), o pau‑marfim (Balfourodendron riedelianum) e outras mais. Quanto à fauna, ela é semelhante em parte à das matas de Araucária.

A grápia (Apuleia leiocarpa), uma das espécies que compõe a flora da região. (Imagem: Pixabay)

 

Tudo a ver

Escrito pelo saudoso Leopoldo Magno Coutinho, um dos grandes biólogos brasileiros, Biomas brasileiros fundamenta os conceitos que definem um bioma, tema controvertido na comparação de diferentes autores, focando zonas climáticas e zonobiomas, e descreve e caracteriza os 16 principais biomas do Brasil.