Avaliação pós-ocupação: indicadores de desempenho

Um indicador corresponde a uma determinada propriedade a ser mensurada e avaliada de modo a fornecer informações relevantes relaciona das a um certo aspecto

Arquitetura escolar: a preocupação com o ambiente de ensino

Com a ampliação da educação pública a necessidade de construir em larga escala escolas surge uma arquitetura mais racional e muitas vezes padronizada No século XIX a arquitetura escolar se destaca pela imponência, com eixos simétricos, pé direito alto, grandes e altas esquadrias, escadarias que elevam o nível de entrada, detalhamento primoroso, incluindo grandes vitrais […]

Avaliação Pós-Ocupação: Entrevista com as organizadoras do livro

Rosaria Ono, Sheila W. Ornstein, Simone Villa e Ana Judite G. L. França sabem tudo de APO e falaram ao Comunitexto sobre o livro Avaliação pós-ocupação: na arquitetura, no urbanismo e no design – da teoria à prática Comunitexto: Como surgiu a ideia de escrever o livro? Rosaria Ono: A Professora Sheila, uma das pioneiras […]

Peculiaridades da APO

A avaliação pós-ocupação surgiu apoiada no compromisso com o desempenho ambiental do ambiente construído, nos países desenvolvidos nos anos 1960 e no Brasil em 1984   Ela se diferencia de outros tipos de avaliação aplicada ao ambiente construído tanto por interferir diretamente em seu processo de produção quanto por valorizar a opinião do usuário, em […]

A interação da arquitetura escolar com a pedagogia ao redor do mundo

No Brasil, a arquitetura escolar na época expressava o valor dado à educação, principalmente para a elite, com projetos em localização privilegiada e arquitetura imponente   Embora existam exemplos anteriores até mesmo da Idade Média, o processo de organização do espaço da escola propriamente dito, considerando a relação do edifício com aspectos pedagógicos, surge a […]

Os benefícios que um projeto de arquitetura escolar bem feito traz aos usuários

Existem já muitas pesquisas que buscam demonstrar como a qualidade do edifício pode estar relacionada com o desempenho dos alunos   Pesquisas já demonstraram que os alunos que frequentam bons edifícios escolares, apresentam melhores resultados no aprendizado de línguas e de matemática (por exemplo), quando comparados com alunos que estudam em escolas com arquitetura inferior. […]