Biogeografia: entrevista com Adriano Figueiró

O professor e pesquisador Adriano S. Figueiró afirma que sociedade e natureza não devem ser pensados como elementos distintos e separados, e sim como dimensões de um mesmo processo: a paisagem pode ser entendida como uma resultante dialética da ação do homem e da natureza em diferentes escalas de tempo e de espaço. Essa perspectiva […]

Entrevista com Arthur Pinto Chaves sobre a Flotação no Brasil

A Flotação em Espuma consiste em um processo de separação aplicado a partículas sólidas que explora diferenças nas características de superfície de diferentes tipos de minerais. O método se baseia em diferentes níveis de hidrofobicidade, ou seja, se aplica em materiais com a superfície essencialmente não polar, como ouro, prata e alguns carvões. Este método […]

Rochas: Tudo o que você precisa saber sobre elas

As rochas estão em todos os lugares, desde grandes centros urbanos como São Paulo até pontos turísticos como o Pão de Açúcar. Apesar disso, poucos notam a presença destes elementos fundamentais para compreender a história do planeta e as substancias que constituem a Terra. Os petrologistas são responsáveis por traçar as origens, ocorrências, estruturas e […]

Jogo rápido com Tania M. Sausen

Na última semana de julho, a pesquisadora Tania M. Sausen esteve na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Genebra, na Suíça, para participar do “Encontro de Especialistas em Desenvolvimento de Indicadores de Redução de Risco de Desastre”, onde foram discutidos  temas como monitoramento de indicadores globais e nacionais (mortalidade, n° de pessoas afetadas, […]

Cristalografia: difração de nêutrons versus difração de raios X

Uma das grandes vantagens da difração de nêutrons sobre a difração de raios X é sua capacidade de localizar átomos na estrutura que dificilmente seriam localizados com raios X. O fator de espalhamento de raios X é função do número atômico dos elementos, mas o mesmo não se aplica aos nêutrons. Os fatores de espalhamento […]

Os 20 piores desastres naturais na América do Sul 

A tabela abaixo apresenta os 20 desastres naturais que causaram mais mortes, entendidos, então, como as maiores tragédias que marcaram as nações da América do Sul. Essas ocorrências ceifaram 149.877 vidas.   Os eventos geofísicos (8 em 20) provocaram mais fatalidades (68,3%), seguidos pelos hidrometeorológicos e climáticos (8 em 20, 23,7%) e biológicos (4 em […]