fbpx

Drenagem urbana: Urbanização de Baixo Impacto (LID)

O LID tem como objetivo o planejamento integrado para o total desenvolvimento de uma área e das atividades que serão feitas, com particular atenção à manutenção das características hidrológicas locais.

Obra de drenagem urbana em Hortolândia (MG). (Foto: Divulgação)

 

Essas características passam a ser o elemento integrador do projeto. Dessa maneira, de forma a compensar os impactos na quantidade e na qualidade das águas, as técnicas de LID buscam mimetizar as condições hidrológicas existentes por meio de instrumentos, conceitos de design e unidades de controle que buscam a manutenção do armazenamento, da detenção e da infiltração e a evaporação de pré-desenvolvimento. O processo de planejamento com essas técnicas pode ser potencializado por novas regras de zoneamento e uso do solo.

Os principais benefícios desse tipo de intervenção são:

  • Diminuição da terraplanagem e limpeza do terreno de forma a reduzir a erosão e o assoreamento;
  • Minimização dos escoamentos superficiais majorados pela implantação de áreas com revestimentos impermeáveis, como ruas, calçadas e estacionamentos. Essas medidas possibilitam a utilização de vias com menor largura, o emprego de asfaltamento convencional em menor escala e também um número menor de vias no empreendimento;
  • Diminuição das áreas diretamente conectadas (impermeabilidade efetiva) à rede de drenagem, com telhados e pisos drenando para superfícies permeáveis ou vegetação;
  • Aumento do caminhamento das águas de forma a aumentar o tempo de concentração. Devem ser mantidas ao máximo a rugosidade e a declividade de pré-desenvolvimento;
  • Minimização da área impermeável com, por exemplo, o emprego de telhados não convencionais.

A mimetização das características de pré-desenvolvimento pode ser avaliada por meio da comparação entre os hidrogramas de pré-desenvolvimento e de pós-desenvolvimento, de forma que, quanto menor o distúrbio criado na área, o que equivale a uma menor diferença entre os hidrogramas de um caso e outro, menores também serão os investimentos em estruturas físicas que possam compensar essa diferença.

As Figs. 2.5 e 2.6 sintetizam os resultados esperados com a utilização de técnicas de LID, embora seja difícil atingi-los na prática.

Tudo a ver

O livro Drenagem Urbana e Controle de Enchentes – 2ª edição é uma contribuição técnica ímpar no campo da drenagem das grandes cidades. Introduz novos conceitos de projeto, revê o conceito clássico da Engenharia Sanitária de dimensionar obras hidráulicas e propõe novas medidas estruturais não convencionais para a drenagem das grandes cidades.