Elementos básicos da construção civil: Aplicação de projeto, planejamento executivo e sondagens do subsolo

Matéria publicada em 30.10.2019

Com canteiro de obras definido, a equipe toda mobilizada e a infraestrutura de trabalho formada (ou em formação), é hora de seguir em frente

Nessa etapa todas as providências preliminares foram tomadas e então é hora de efetivamente começar a obra. Ledo engano. Na realidade, a obra já começou! Tanto é que até já forneceu subsídios para o projeto. Sim, o projeto de fundações, que já está pronto, foi baseado nas sondagens do subsolo executadas algum tempo atrás por uma empresa especializada.

Processo de sondagens do subsolo indica que a obra já começou. (Imagem: Divulgação)

Logo que o projeto básico ficou pronto, você fez a locação das sondagens em pontos e em número adequado ao projeto, de forma a propiciar uma boa visão das condições do subsolo, incluindo tipo de solo, cor, textura, resistência aos golpes do peso, níveis d’água, tudo conforme especificado na norma brasileira.

As amostras coletadas foram analisadas pela empresa especializada, e os resultados foram apresentados num desenho acompanhado de um relatório descritivo informando todos os dados necessários para a elaboração do projeto de fundações.

De qualquer forma, se ainda perdurar alguma dúvida, poderão ser efetuados outros ensaios, mas, a partir desse ponto, deverá ser chamado um especialista em fundações para dar consultoria e orientar a elaboração do projeto de fundações.

Leia também

Guia da construção: Entrevista com Eng. Nelson Ferraz

Obras civis: Fundações diretas e brocas

O emprego do projeto básico para a locação de sondagem é adequado, pois o projeto executivo dificilmente mudará tão substancialmente a locação das estruturas; uma pequena modificação não fará diferença significativa.

Além do mais, para a execução das sondagens, não há realmente a necessidade de um canteiro de obras, uma vez que, além de ser um serviço relativamente rápido, não mobiliza equipamentos pesados e o número de pessoas é reduzido.

Com o projeto de fundações em mãos, já se pode pensar em contratar a empresa executora (subempreiteira) desse projeto; antes, no entanto, é preciso fazer alguns trabalhos preliminares, além de completar o planejamento e o levantamento quantitativo da obra, chegando, enfim, ao cronograma físico-financeiro e ao planejamento de custos (orçamento executivo).


Tudo a ver

Guia da construção civil: do canteiro ao controle de qualidade é um manual prático para o engenheiro que planeja e orça um edifício ou acompanha o dia a dia da obra.