As formas de análise na geologia estrutural

Análise dos dados de campo e da comparação destes com os modelos experimentais são princípios fundamentais para entender a formação e deformação das rochas

Cadeia de montanhas na Califórnia. Local é uma mina de ouro para as análises dos geólogos. (Foto: pixabay)

 

Muitos processos estruturais abrangem milhares ou milhões de anos, e a maioria dos dados estruturais descreve apenas o produto final de longas histórias de deformação.

A história propriamente dita pode ser revelada somente pela investigação cuidadosa dos dados.

Quando nos deparamos com uma dobra, pode não ser óbvio que ela tenha se formado por encurtamento paralelo ao acamamento, cisalhamento ou dobramento passivo.

O mesmo se aplica a uma falha. Que parte da falha se formou primeiro? Ela é resultado da conexão de segmentos individuais ou cresceu a partir de um único ponto? Se o caso for este, o ponto estaria na parte central da atual superfície de falha?

Nem sempre é fácil responder a essas questões. Veja a seguir algumas formas de estudo da geologia.

Análise geométrica

  • É o tipo de análise das estruturas que se detém na forma, orientação geográfica, tamanho e relações geométricas entre a estrutura principal (de primeira ordem) e as estruturas de menor escala associadas (de segunda ordem). Também é considerada uma abordagem descritiva clássica da Geologia Estrutural, na qual se baseia a maioria dos métodos analíticos secundários.

Análise cinemática

  • Diz respeito ao modo como as partículas das rochas se movem durante a deformação (a palavra grega kinema significa movimento). As estrias em superfícies de falhas e a flexão do acamamento ao longo de falhas e zonas de cisalhamento são estruturas úteis na análise cinemática.

Análise dinâmica

  • É o estudo das forças que causam o movimento de partículas (cinemática). As forças que agem sobre um corpo geram esforços que, se forem suficientemente altos, fazem com que as rochas se movam. A dinâmica, no contexto da Geologia Estrutural, trata da interação entre esforço e cinemática.

Análise tectônica

  • Envolve as análises dinâmica, cinemática e geométrica em escala de uma bacia ou cinturão orogênico. Esse tipo de análise pode, portanto, envolver elementos adicionais de Sedimentologia, Paleontologia, Petrologia, Geofísica e outras áreas das Geociências. Os geólogos estruturalistas que lidam com análises tectônicas são chamados de tectonicistas.

Tudo a ver

Já está disponível em nosso lojão a segunda edição de Geologia Estrutural.

Escrito pelo geólogo Haakon Fossen, a segunda edição traz um capítulo sobre juntas e veios, exemplos adicionais de diversas partes do mundo e novos exercícios, ilustrações e animações on-line.