Geografia aplicada ao turismo: o know-how geológico no turismo

Entenda qual a importância do conhecimento Geológico para os profissionais de Turismo


Cango Caves, África do Sul. Um lugar turístico que encanta geólogos de todo o mundo. (Imagem: Depositphotos)

As relações entre Geologia e Turismo podem ser consideradas, ao mesmo tempo, explícitas e implícitas. cabe expor que a prática turística, neste caso, está associada a um desejo de conhecer novos lugares, vivenciar outras culturas, admirar paisagens, entre outras motivações.

Para o turismo a paisagem é vista como um atrativo que é eminentemente observada, vivida e sentida. Nesse sentido, podemos atribuir-lhe valores na forma de um produto importante cuja expressão sobre a sua percepção se dá através da morfologia resultante das diferentes formas de ocupação e configuração de um território, ao longo do tempo.

A geologia pode ser considerada como a base, a estrutura da paisagem física, compondo, portanto, o substrato aonde a atividade turística irá se desenvolver. Neste sentido as respostas da geologia refletem no relevo, que é capaz de condicionar a atividade turística: pode-se, portanto, entender o papel indireto da geologia como o locus ou o sítio onde a atividade turística ocorre“, explica o Prof. Raphael de Carvalho Aranha, um dos organizadores de Geografia aplicada ao Turismo.

Neste caso, ressalta-se como exemplo, o comportamento da Geologia nas formas do relevo. Estas condicionam o traçado de determinada rodovia interferindo na relação distância/tempo entre dois destinos.

A distância linear entre a cidade do Rio de Janeiro e a cidade serrana de Petrópolis, lar de veraneio da família imperial brasileira no século XIX e que, ainda hoje, abriga grande número de patrimônios arquitetônicos daquela época, é de menos de 50 quilômetros.

Entretanto, a necessidade de ultrapassar a escarpa da Serra do Mar a partir da capital fluminense faz com que o trajeto tenha aproximadamente 100 quilômetros e dure cerca de uma hora. Como outro exemplo da influência indireta da Geologia na atração de turistas pode-se destacar a cidade histórica de Ouro Preto, no estado de Minas Gerais.

Descoberta no século XIX pelos bandeirantes, a cidade que cresceu em torno da exploração mineral, foi berço de diversos movimentos políticos e culturais e atualmente, depois da exaustão dos valiosos minérios que dão nome à cidade, é um importante polo de turismo histórico-cultural da região Sudeste do Brasil.


Tudo a ver

Geografia aplicada ao turismo apresenta uma abordagem ampla e integradora das ciências sociais e ambientais, numa perspectiva interdisciplinar, evidenciando a aplicabilidade da climatologia, geologia, geomorfologia, biogeografia, cartografia, geopolítica e cultura no Turismo, auxiliando esses profissionais a planejarem suas atividades turísticas, em escalas locais e regionais.