Concreto Armado, entrevista com Thiago Bomjardim

Ele é o material estrutural mais empregado no Brasil e no mundo, em termos de volume; mas ainda tira o sono de muitos estudantes e jovens engenheiros.

Para tornar acessíveis os conceitos e os métodos mais aceitos, reconhecidos e utilizados no Brasil, Thiago Bomjardim Porto e Danielle Stefane Gualberto Fernandes elaboraram “Curso básico de Concreto Armado”, um guia claro e descomplicado sobre o quase onipresente concreto armado. Em uma rápida entrevista, Thiago B. Porto, que é professor do Departamento de Engenharia Civil da PUC Minas e diretor de projetos na empresa Consmara Engenharia Ltda., conta como surgiu a ideia de desenvolver este livro.

Comunitexto: Por que e para quem vocês decidiram escrever esse livro?

Thiago Bomjardim Porto: Ele foi desenvolvido com o objetivo de suprir as universidades de um material atualizado sobre concreto armado em nível acessível para estudantes de engenharia civil e arquitetura, bem como jovens engenheiros e arquitetos. Este livro procura fornecer explicações claras, com profundidade adequada, dos princípios fundamentais do concreto armado. O entendimento desses princípios é considerado uma base sobre a qual se deve construir a experiência prática futura na Engenharia de Estruturas.

CT: E como este livro conversa com a realidade brasileira?

TBP: Não se pretendeu elaborar um manual, nem um trabalho puramente científico, mas um livro-texto, um guia de aula, rico em exemplos brasileiros. Na parte II do livro falamos de um edifício usual em concreto armado de 4 pavimentos, muito comum em praticamente todas cidades brasileiras de médio a grande porte. Além disso, o livro apresenta os principais fundamentos do concreto armado em uma linguagem simples e objetiva, facilitando assim o entendimento do assunto em questão.

CT: Vocês discutem os principais pontos da NBR 6118. Qual a importância de trazer esse assunto para o livro?

TBP: Sim, falamos também sobre as principais modificações da NBR 6118/2014. Com a mudança/atualização da norma de concreto armado, os profissionais calculistas precisam se atualizar para não terem nenhum problema no futuro, tanto do ponto de vista técnico (durabilidade do concreto, dimensionamento e detalhamento), quanto em termos jurídicos, na possibilidade de ocorrer uma contingência com um eventual empreendimento de concreto armado.

Se interessou pelo livro? Para saber mais sobre essa obra, clique aqui.

Sobre o autor

Thiago Bomjardim Porto é mestre em Engenharia de Estruturas pela Escola de Engenharia da UFMG. Atualmente é professor do Departamento de Engenharia Civil da PUC Minas e diretor de projetos na empresa Consmara Engenharia Ltda. Danielle Stefane Gualberto Fernandes tem graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Escola de Arquitetura da UFMG e graduação em Engenharia Civil pela PUC Minas. Atualmente é coordenadora de projetos na empresa 2MS projetos.