Patologias de fundações no Brasil ainda preocupam

Investigação precária do solo é a grande responsável pela maioria das patologias de fundações do país

Análise precisa do solo é um dos meios de evitar as patologias

 

As patologias de fundações costuma ocorrer ou ser originada em diferentes etapas da vida de uma fundação, como: caracterização do comportamento do solo, análise e projeto das fundações, execução das fundações, eventos pós-conclusão e ainda degradação dos materiais.

No entanto, o número maior de origem de patologias, se deve ao desconhecimento das condições do subsolo decorrentes de maus ou insuficientes processos de investigação. No Brasil, a investigação do subsolo deveria ser encarada como um investimento para melhorar a qualidade e a segurança do projeto, porém, o que a maioria das empresas veem é apenas o custo no processo de fundações.

“Numa obra, normalmente o que acontece é que se procuram menores custos, e os menores custos de serviço necessariamente levam a má prática. Para a investigação do subsolo são contratadas empresas que fazem a investigação pelo custo menor, só que essa investigação pelo custo menor acaba resultando em investigação insuficiente ou não-adequada. Não há uma valorização da etapa de investigação do subsolo, provavelmente por conta de um desconhecimento generalizado da relevância dessa investigação”, relata o engenheiro Jarbas Milititsky, Vice-Presidente para a América do Sul na International Society of Soil Mechanics and Geotechnical Engineering.

Influência na crise

Perguntado se essa avaliação frágil do solo pode contribuir para o aumento na crise do país, levando em consideração que muitas vezes o preço que se paga para consertar o erro mostra-se maior daquele pago no início, o também autor do livro Patologia das Fundações é bem enfático.

“Na realidade, quando se trata de obras públicas brasileira -não vou me ater aqui a questão da corrupção, o que acontece é que os órgãos estatais brasileiros perderam qualidade técnica. Não há valorização do lado técnico, e então os grandes contratantes públicos brasileiros não tem a devida qualificação para a contratação de serviços. A contratação é feita sempre pelo menor preço, sem que haja uma análise crítica se a solução é adequada ou não. Nós convivemos com o pior e o melhor dos mundos, pois aqui existem profissionais altamente qualificados, empresas qualificadas e tecnologias adequadas, assim como temos profissionais pouco qualificados, empresas mal equipadas e práticas ruins, ou seja, temos uma variação muito grande, mas infelizmente a nossa média é ruim”.

Tudo a ver

Já está disponível em nosso site a reprise do webinar gratuito Grandes escavações urbanasonde o palestrante Jarbas Milititski aborda os seguintes temas:

  • Variáveis desconhecidas – identificação do problema
  • Escolhas – decisões de projeto
  • Projeto
  • Construção – cuidados e suas implicações
  • Deslocamentos dos vizinhos – acompanhamento x danos
  • Instrumentação – controle
  • Recomendações

Você também pode conferir em nosso site a gravação da palestra Patologias de fundações mais comuns: como evitá-las? na qual o engenheiro Jarbas Milititski fala sobre:

  • problemas decorrentes dos tipos de patologias mais comuns em fundações, com imagens exclusivas do autor.
  • desafios para solucionar essas patologias: estudos de caso.