Práticas atuais no desmonte de rochas: Túneis

Entenda um pouco mais sobre algumas recomendações práticas para o complicado desmonte de rochas em túneis

(Imagem: Free-Photos/Pixabay)

 

Iniciando um fogo em túnel, poço ou galeria, começa-se geralmente com uma face livre. A retirada de uma porção central chamada de pilão garante a criação de mais uma face livre. Essa retirada, por estar muito engastada, vai gerar maiores danos.

Pilão

  • O pilão de furos paralelos é mais utilizado por sua facilidade de execução. Os furos de alívio são executados dentro do pilão para minimizar os efeitos de confinamento, diminuindo assim a velocidade de vibração transmitida, que é a maior do plano de fogo.

Furos de contorno

  • Espaçamento dos furos de contorno: não devem ser maiores que 0,9 m para maciços pouco fraturados e 0,7 m para maciços fraturados. Quando o maciço é muito fraturado, pode-se executar um furo vazio intermediário;
  • Afastamento dos furos de contorno: deve ser igual a 1,4 vez o espaçamento;
  • Carga do desmonte escultural: deve-se preferir cordel detonante com pequeno cartucho de emulsão na base. A Tab. 1.2 mostra a carga de cordel recomendada para cada diâmetro de perfuração;
  • Variação da razão linear de carregamento: a execução de um túnel é um processo de cominuição. As razões de carregamento são maiores no pilão e decaem em direção ao contorno da escavação. No caso de carregamento pneumático de emulsão no miolo, os furos vizinhos ao contorno devem ser carregados com explosivo encartuchado, de preferência com zona de dano que não ultrapasse a zona de dano do contorno final;
Imagem retirada do livro Desmontes cuidadosos com explosivos (Ed. Oficina de Textos, 2017). Todos os direitos reservados.

 

Furos dos cantos da sapateira: os furos dos cantos da sapateira (base) de túneis são os mais confinados do contorno. Devido ao desvio do furo do canto, o furo vizinho ao canto deve ter espaçamento não maior do que a metade do espaçamento nos outros furos.

Tudo a ver

Com 50 anos de engenharia, o Prof. Nieble agracia a comunidade técnica e as novas gerações com Desmontes cuidadosos com explosivos: aspectos de engenharia e ambientais, a primeira obra em português a tratar do tema.

Voltado a profissionais que se dedicam ao desmonte de rochas e estudantes de Engenharia Civil e de Minas e Geologia, a obra apresenta casos reais e especiais de desmontes e as melhores práticas para garantir a segurança da obra, das pessoas e do entorno.