Precisamos falar sobre o cerrado!

Embora a destruição da Amazônia tenha voltado a subir, é o cerrado, na verdade, quem necessita de atenção

O bioma nacional com menor porcentagem de unidades de conservação. (Foto: Elza Fiuza/Agência Brasil)

 

Pergunta: Você sabe qual é o bioma mais ameaçado do Brasil?

Se responder Mata Atlântica, a resposta está errada. Esse bioma está praticamente extinto. Atualmente conta com míseros 8,5% da floresta que deu nome ao país (pau-brasil).

Se responder Amazônia. Também errou. O bioma conta com décadas de monitoramento por satélite e atenção da sociedade civil aqui e no exterior, e abriga a maior parte de unidades de conservação.

A resposta certa? O Cerrado. A savana brasileira, que se espalha pelo centro do país e ocupa um quarto de seu território, sucumbe mais rápido ao desmatamento quando comparada a floresta amazônica. 

Rico em espécies de plantas e animais, o cerrado está mais ameaçado, já falamos, inclusive, sobre o tema aqui no blog (Cerrado em meio à polêmica sobre desmatamento).

De 2000 a 2015, a vegetação perdeu 236 mil quilômetros quadrados (km2) de cobertura vegetal, uma área quase do tamanho do Estado de São Paulo (248 mil km2), segundo os dados de um boletim do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam). Em 15 anos, desapareceram 12% do bioma, para dar lugar a soja, milho, algodão e bois.

No mesmo período, a Amazônia viu sacrificada uma superfície menor, de 208 mil km2. E toda essa devastação no cerrado ainda lançou na atmosfera mais de 8 bilhões de toneladas de dióxido de carbono (CO2), o principal gás do efeito estufa.

Só para conhecimento, 40% do carbono desprotegido se acha no cerrado, e não na Amazônia, como muitos se inclinariam a concluir. Isso ocorre porque a savana brasileira está sob pressão maior da fronteira agrícola e porque ali as exigências de reserva legal (25% da propriedade) são menores que no bioma amazônico (80%).

Devemos cada vez mais voltar nossa atenção para o cerrado. O bioma conta com mais de 4.800 espécies de plantas e animais que só existem ali. Se virar fumaça, elas desaparecerão com ele.

Fonte: Folha de S.Paulo/Coluna do Marcelo Leite

Tudo a ver

Não perca a oportunidade de assistir gratuitamente ao webinar A Flora do Cerrado, que está disponível em nosso site. Na palestra, o Professor Vinícius C. Souza, professor de Sistemática Vegetal na ESALQ/USP, apresenta alguns conceitos relacionados ao tema:

  • o cerrado como hotspot;
  • biodiversidade;
  • ocorrência;
  • representatividade na flora brasileira;
  • principais famílias de plantas e seu reconhecimento;
  • viabilidade econômica da conservação da vegetação;
  • principais ameaças.