Utilidades da orçamentação

Matéria publicada em 19.9.2019

O propósito do orçamento não se resume à definição do custo da obra. Ele tem uma abrangência maior, servindo de subsídio para outras aplicações. Veja quais!

(Imagem: engenhariaconcreta.com)
  • Levantamento dos materiais e serviços: a descrição e a quantificação dos materiais e serviços ajudam o construtor a planejar as compras, identificar fornecedores, estudar formas de pagamento e analisar metodologias executivas.
  • Obtenção de índices para acompanhamento: é com base nos índices de utilização de cada insumo (mão de obra, equipamento, material) que o construtor poderá realizar uma comparação entre o que orçou e o que está efetivamente acontecendo na obra. Os índices servem também como metas de desempenho para as equipes de campo.
  • Dimensionamento de equipes: a quantidade de homem-hora requerida para cada serviço serve para a determinação da equipe. A partir do índice, determina-se o número de trabalhadores para uma dada duração do serviço.
  • Facilidade no ajuste de preços e produtividades: o orçamento pode ser facilmente recalculado a partir de novos preços de insumos e índices de produção. Para isso, basta que os campos de valores sejam alterados, pois todo o restante é produto de operações aritméticas simples.
  • Realização de simulações: trata-se de cenários alternativos de orçamento com diferentes metodologias construtivas, produtividades, jornadas de trabalho, lucratividade etc., para encontrar a combinação que torne a obra mais barata.
  • Geração de cronogramas físico e financeiro: o cronograma físico retrata a evolução dos serviços ao longo do tempo. O cronograma financeiro quantifica mensalmente os custos e receitas desses mesmos serviços – é a distribuição temporal dos valores.
  • Análise da viabilidade econômico-financeira: o balanço entre os custos e as receitas mensais fornece uma previsão da situação financeira da obra ao longo dos meses.

Por fim, a partir de todos os motivos apresentados, constata-se a importância de que o orçamento seja feito com cuidado, respeitando a sequência das etapas e com o envolvimento do maior número possível de setores da empresa.


Tudo a ver

Em pré-venda na loja Ofitexto, Como preparar orçamentos de obras – 3ª ed. apresenta todos os conceitos e informações necessárias para o cálculo correto dos custos da construção, desde o levantamento de quantidades e a composição de custos – com detalhamento de custos de mão de obra, materiais, equipamentos, custos indiretos e acessórios – contratações como terraplenagem, previsão de lucros e impostos, BDI, desbalanceamento e licitações.