Você sabe quando a ciência cartográfica entrou no currículo da geografia?

Paulo Menezes e Manuel Couto Fernandes, doutores em geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, respondem essa questão

(Imagem: Pixabay)

 

Não saberia afirmar exatamente quando a Cartografia entra no currículo da Geografia, mas podemos afirmar que tanto a Cartografia como a Geografia são tão antigas quanto à própria história da humanidade.

Não se sabe quando o primeiro “cartógrafo” elaborou o primeiro mapa, mas com certeza, para gravar em rocha um dos mapas mais antigos conhecidos, eram já necessárias as primeiras noções de espaço real e representado.

O trabalho de Claudius Ptolomeu, por exemplo, denominado Geographia datado entre 120 e 160 DC, sua obra mais extensa, composta de oito volumes, vem a conter todo o conhecimento geográfico greco-romano da época, com a localização de mais de 8000 cidades e vilas com suas coordenadas, já em termos de latitude, longitude, paralelos e meridianos, bem como apresenta diversas projeções cartográficas para a representação do mundo então conhecido.

No Brasil, até o século XIX, a Geografia era ensinada principalmente pelos Jesuítas por meio de leituras, versão e comentários de autores clássicos, onde as informações geográficas eram inseridas em trechos das obras.

Os professores eram oriundos das áreas de Filosofia e a Geografia nesta época tinha forte vinculação com a Matemática, principalmente com a Astronomia, a Cosmografia, a Cartografia e a Geometria. Deve-se salientar a existência do curso de Engenheiro Geógrafo Militar, que originou mais tarde a atual Engenharia Cartográfica.

Em abril de 1931, pelo Decreto nº 19.851, foi introduzido o sistema universitário no ensino superior brasileiro, com a criação das Faculdades de Ciências e Letras, que apresentava os cursos de Geografia unidos aos de História, conforme os cursos da Universidade de São Paulo, criado em 1934 e da Universidade do Distrito Federal, criado em 1938. A partir de 1955, com a Lei 2594, os cursos de Geografia e História são desvinculados, seguindo a Geografia.

A grande maioria dos projetos pedagógicos hoje dos cursos de Geografia, mostram que as disciplinas de caráter abrangente no currículo de Geografia são destinadas, principalmente, para a teoria, métodos e técnicas, para um enfoque mais dirigido da Geografia Física, da Geografia Humana, da Geografia Regional e da Cartografia. As disciplinas específicas visam atender as especializações da ciência geográfica, entre elas o Geoprocessamento, a Análise Espacial, Sistemas de Informações Geográficas, entre outras.

Tudo a ver

Amplamente ilustrado e com diversos exemplos didáticos, Roteiro de Cartografia é uma importante referência para alunos, pesquisadores e profissionais envolvidos com a Cartografia como fim ou como meio, em diferentes atividades.