Yoder e estabilidade dos agregados

por Antonio José Teixeira Guerra

O equipamento chamado de Yoder, foi criado pelo cientista de mesmo nome, em 1936, e é utilizado em pesquisas de solos até os dias de hoje. É claro, que ao longo desse tempo, ele foi sendo modernizado, mas o princípio é o mesmo. Ou seja, consta de um recipiente, como se fosse um tanque, que comporta em torno de 40 a 50 litros de água.

Coloca-se 25 gramas de solo (agregados), na parte superior de um jogo de peneiras, com os seguintes diâmetros: 2,0, 1,0, 0,5, 0,250 e 0,125 mm.

Após 15 minutos de vibração desse jogo de peneiras, dentro desse tanque com água, os agregados do solo vão se quebrando e passando para as peneiras com diâmetros menores.

Quanto maior for a estabilidade desses agregados, menos eles se quebrarão, e maior quantidade de solo, ficará nas peneiras, com diâmetro maior.

Quanto menor for a estabilidade desses agregados, mais eles vão se quebrar e passarão paras as peneiras, com diâmetro menor. Após 15 minutos, é retirado o material que ficou em cada peneira e colocado numa estufa, com temperatura a 105 C, por 24 horas.

Após esse período, é retirado o material de cada uma das cinco peneiras da estufa e feito o peso do material, que ficou retido em cada uma delas. A partir desse ensaio é possível determinar a maior, ou menor estabilidade dos agregados. Esse tipo de ensaio é muito útil para se determinar a erodibilidade dos solos, ou seja, sua maior ou menor suscetibilidade à erosão.

Veja o vídeo Uso do equipamento Yoder, feito pelo Prof. Dr. Antonio José Teixeira Guerra, no Laboratório de Geomorfologia, do Departamento de Geografia, da UFRJ.

Tudo a ver

geoturismo-geodiversidade-geoconservação-capa

A geodiversidade vem recebendo uma crescente valorização e por isso mesmo, esforços de conservação. O geoturismo constitui uma alternativa com viabilidade econômica e opção de desenvolvimento sustentável desses locais privilegiados. Descubra mais sobre os 3G’s no livro Geoturismo, Geodiversidade e Geoconservação, do Prof. Antonio José Teixeira Guerra e da Profª Maria do Carmo Oliveira Jorge.