Engenharia civil

Pontes de concreto: entrevista com Mounir Khalil El Debs

Neste mês de outubro chega à livraria técnica Ofitexto mais uma obra inédita de Mounir Khalil El Debs. O autor de Concreto pré-moldado: fundamentos e aplicações traz, agora, o livro Pontes de concreto: com ênfase na aplicação de elementos pré-moldados, com lançamento previsto para o próximo dia 21.

O livro conta com exemplos e casos reais da aplicação de elementos pré-moldados em pontes de concreto, além de explicações passo a passo a respeito dos cálculos empregados em construções que utilizam esse modelo. 

A Ofitexto conversou com o autor a respeito dos principais destaques da obra e suas contribuições para a Engenharia nacional. Confira a seguir a entrevista na íntegra!

Vista inferior de ponte de concreto detalhando as estruturas da construção e os elementos pré-moldados presentes na obra.
Ponte de concreto construída com elementos pré-moldados. Foto: Loren Biser/Public domain pictures

Mounir Khalil El Debs fala sobre Pontes de concreto

Comunitexto (CT): Quais são os destaques da obra?

Mounir Khalil El Debs (MKED): O principal destaque é o foco na aplicação do concreto pré-moldado (CPM) nas pontes. O emprego do CPM na superestrutura é usual nas pontes, mas ele é concentrado em vigas pré-moldadas no canteiro. 

O livro vai muito além. Ele passa, também, pelo emprego do CPM em infraestrutura, pelas chamadas pontes enterradas (que correspondem, basicamente, às galerias de grande porte) e pontes em arco.

Cabe destacar a abordagem com componentes produzidos em fábricas ao invés de limitar em componentes só em canteiro. 

CT: Qual foi a principal motivação para o desenvolvimento de Pontes de concreto?

MKED: A origem deste livro é um material didático denominado Introdução às pontes de concreto, feito pelo autor em coautoria com pelo Prof. Toshiaki Takeya, falecido em 2016, para a disciplina Pontes de concreto do curso de Engenharia Civil da Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo (EESC-USP). 

Esse material didático passou por mudanças desde a versão inicial de meados dos anos 80 até a última versão, de 2010. Para este livro foi feita uma atualização de conteúdo e, principalmente, uma grande ampliação, colocando o foco nas aplicações de CPM, que é consequência da experiência do autor no tema, por mais de 30 anos, e que está colocada no livro Concreto pré-moldado: fundamentos e aplicações, com a primeira edição de 2000 e a segunda edição em 2017.

CT: Quais as diferenças entre Pontes de concreto e demais títulos a respeito desse assunto?

MKED: Além dos conceitos básicos associados às pontes de concreto, tratados em outros títulos a respeito do assunto, este livro enfatiza as aplicações do concreto pré-moldado, o que seria o seu grande diferencial.

Neste sentido cabe apresentar uma síntese do seu conteúdo. Este livro está organizado em três partes. A primeira corresponde aos capítulos 1- Introdução, 2- Ações nas pontes, 3- Sistemas estruturais, 4- Seções transversais e 5- Apoios das pontes, que trata das pontes de concreto, em geral.

Ilustração de quatro esquemas de pontes de concreto de lajes maciças.
Seções transversais de pontes de concreto de lajes maciças. Ilustração presente no livro Pontes de concreto: com ênfase na aplicação de elementos pré-moldados. Todos os direitos reservados.

A segunda parte, que engloba os capítulos 6- Introdução ao CPM, 7- Aplicação na superestrutura, 8- Aplicação na infraestrutura, 9- Aplicação em pontes enterradas e 10- Aplicação em pontes em arcos, é direcionada às aplicações do CPM para pontes, principalmente, de pequenos e médios vãos.  

Já a terceira parte é constituída por 20 apêndices. Cabe destacar que a maioria destes apêndices tem a mesma importância dos capítulos do livro, mas como eles não estão concatenados e tratam de aspectos específicos, foram chamados de apêndices.

Parte considerável destes apêndices foi escrita com colegas sobre temas de suas expertises. Estes apêndices trazem vários exemplos e aprofundamentos em alguns assuntos de interesse. 

CT: Quais são as características de uma ponte de concreto pré-moldado?

MKED: Para as construções em geral e de uma forma simplista, pode-se considerar que o concreto pré-moldado apresenta as vantagens que resultam da execução de parte da estrutura fora do local de utilização definitivo, como consequência das facilidades da produção dos elementos e da eliminação ou da redução do cimbramento.

Ilustração que mostra guindaste aplicando um elemento pré-moldado na construção de pontes de concreto.
Esquema de colocação de elementos pré-moldados em uma ponte de concreto. Ilustração presente no livro Pontes de concreto: com ênfase na aplicação de elementos pré-moldados. Todos os direitos reservados.

No caso da produção em grandes séries, em fábricas, o concreto pré-moldado apresenta algumas características que conferem claras vantagens para o seu emprego. Entre outras, elas seriam: redução do tempo de construção, melhor controle dos componentes pré-moldados, redução de desperdícios de materiais na construção.

Para as pontes, podem se destacar características tais como a redução no tempo de construção, durabilidade, aspectos relacionados à sustentabilidade, produtividade e qualidade e, por fim, minimização na perturbação ao meio ambiente.   

CT: Quais as diferenças entre pré-moldados e pré-fabricados?

MKED: O concreto pré-moldado é caracterizado como um processo de construção em que a obra, ou parte dela, é moldada fora do seu local de utilização definitivo. Já o concreto pré-fabricado é um método industrial de construção em que os elementos fabricados, em grandes séries, por métodos de produção em massa, são montados na obra, mediante equipamentos e dispositivos de elevação. 

O concreto pré-fabricado estaria relacionado com a industrialização da construção. Cabe destacar que, na NBR-9062:2017, Projeto e execução de estruturas de concreto pré-moldado, é feita uma distinção entre elemento pré-fabricado e elemento pré-moldado diferente com base no controle de qualidade da execução do elemento.

Com o concreto pré-fabricado pode-se tirar maior proveito da técnica do CPM, como por exemplo, o emprego de concreto de maior resistência, a mecanização da produção, emprego de concreto protendido com aderência inicial. 

No título do livro usa-se o termo concreto pré-moldado por ser o termo mais geral, para contemplar as situações compreendidas desde a racionalização da construção até a industrialização da construção

CT: A qual público o livro se destina?

MKED: Este livro pode ser usado para apoio à disciplina de Pontes de concreto para curso de graduação em Engenharia Civil. Ele pode ser usado também em disciplinas optativas da graduação ou de cursos de especialização, direcionadas à aplicação do CPM. 

Parte dos apêndices também poderiam ser incluídos para esse público-alvo.  O livro pode, também, ser usado em curso de pós-graduação, tanto na área de estruturas como na área de construção, mediante parte dos apêndices, nos quais existe aprofundamento na abordagem dos assuntos. 

Ilustração de quatro pontes de concreto: horizontal, em rampa, tabuleiro convexo e tabuleiro côncavo.
Livro conta com diversas ilustrações para exemplificar a teoria abordada. Imagem presente na obra. Todos os direitos reservados.

Tendo em vista esta possibilidade, os capítulos da segunda parte do livro têm um número significativo de referências para que o leitor possa ir mais a fundo em tópicos de maior interesse.

Naturalmente, o livro foi escrito também para os profissionais. A segunda parte do livro e parte dos apêndices abordam temas que não são de uso corrente no meio profissional. Espera-se que as alternativas construtivas não comuns no Brasil fornecidas neste livro possam ser levadas em conta no meio profissional brasileiro.  

CT: Quais seriam as contribuições do livro Pontes de concreto para engenharia nacional?

MKED: Naturalmente, com o presente livro pretende-se contribuir na formação de recursos humanos, em nível de graduação, especialização e pós-graduação, conforme já detalhado. 

Para os profissionais, espera-se que este livro possa provocá-los a fazer – para situações em que a alternativa é considerada “normal”, “tradicional” ou “clássica” e também aquelas que “o mercado está acostumado” ou “o construtor tem grande experiência” – reflexões do tipo “mas será que, neste caso, não vale a pena avaliar outra alternativa?”.  

O leque de alternativas construtivas, incluindo as “não usuais no Brasil” é importante para os responsáveis pelas tomadas de decisão. Mas, naturalmente, deve-se levar em conta as particularidades nacionais, regionais e locais, e a experiência do setor produtivo. 

Atualmente, há de se considerar os aspectos de sustentabilidade, controle de qualidade, previsão de manutenção e perturbação ambiental. Para determinadas situações, custo de interrupção e desvios devem ser levados em conta. 

Assim, deve-se ter “os olhos no futuro com os pés no chão”. Só ter os olhos no futuro sem levar em conta a experiência pode resultar em enormes fracassos. 

Por outro lado, só ficar com os pés no chão leva ao atraso e bloqueia a modernização da construção de pontes. A adoção de novas alternativas, com os devidos cuidados com base na experiência, tem seus riscos. Os responsáveis pela decisão devem avaliar estes riscos e tirar proveito das experiências para aprimorar estas novas alternativas.  

Com base nestas considerações foi escolhido o tema Pelo equilíbrio entre a experiência e a inovação para melhorar a construção e utilização das pontes de concreto estrutural para este livro. 

Obra está disponível na livraria técnica Ofitexto

Completamente ilustrado, Pontes de concreto: com ênfase na aplicação de elementos pré-moldados traz, a fim de auxiliar na compreensão dos cálculos e conceitos fundamentais, exemplos reais do emprego das estruturas pré-moldadas na construção de pontes.

A obra está disponível para aquisição no formato impresso na livraria técnica Ofitexto.

Capa do livro Pontes de concreto: com ênfase na aplicação de elementos pré-moldados. Faixa cor-de-laranja na superfície e, abaixo, fotografia de uma ponte de concreto sobre massa de água.
Capa do livro Pontes de concreto: com ênfase na aplicação de elementos pré-moldados, da Oficina de textos. Todos os direitos reservados.
Patrocinadores Gold e Silver do livro Pontes de concreto: com ênfase na aplicação de elementos pré-moldados: ABCIC, IBTS, ABECE, ABECP, ABTC, e apoiador ABPE.

Para saber mais