Melhoramento de maçãs: como a fruta chegou ao Brasil?

O trabalho da engenharia genética nos cultivares brasileiros tem, há muitas décadas, apresentado resultados positivos e contribuições para a produção de diversos tipos de alimentos. O melhoramento de maçãs é um excelente exemplo da aplicação dessa ciência. Muitos atribuem a Pero Vaz de Caminha a famosa expressão “em se plantando, tudo dá”. Embora não tenha […]

Melhoramento genético de plantas: principais objetivos

O melhoramento genético de plantas, definido por Aluízio Borém, um dos autores de Melhoramento de plantas, como “a ciência e a arte de modificação genética das plantas para torná-las mais úteis ao homem”, possui uma importância cada vez maior no ramo da agronomia e para a sociedade de modo geral. Cientistas apontam para o fato […]

Melhoramento de plantas: entrevista com Aluízio Borém

Segundo Aluízio Borém, “o melhoramento de plantas é a ciência e a arte de modificação genética das plantas para torná-las mais úteis ao homem”, e é, também, uma esperança para a população mundial, em constante crescimento. Estudiosos preveem que o número de habitantes no planeta Terra chegará a 9 bilhões em 2050, o que demandará […]

Dez regras de ouro para o reflorestamento: Pedro Brancalion fala à Agência Fapesp

No último mês de março, Pedro Brancalion, professor do Departamento de Ciências Florestais da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (ESALQ-USP) e autor dos livros Restauração florestal e Sementes e mudas: guia para a propagação de árvores brasileiras, falou à Agência Fapesp sobre a restauração de ecossistemas a partir […]

Tecnologias computacionais aplicadas à produção agrícola: já pensou em trabalhar nessa área?

Está aberto o período de inscrição para o curso de mestrado em Tecnologias Computacionais para o Agronegócio da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).
São 14 vagas para alunos regulares e seis vagas para alunos especiais.

Sistemas agroflorestais: o êxodo de volta – do urbano ao rural

A pandemia acelerou um fenômeno que vem ocorrendo há menos de uma década: a migração de pessoas urbanas, frequentemente qualificadas academicamente, para o campo, para uma vida rural, agregando uma atividade afim e adotando como estilo de vida sistemas agroflorestais. Com o home office e a descoberta de que o trabalho pode ser feito remotamente, […]