Ecoturismo e geoturismo: Qual é a diferença?

Existe uma ligação muito forte entre esses conceitos, esmiuçados no livro “Geografia aplicada ao Turismo”, dos professores Raphael Aranha e Antônio Guerra

(Imagem: Divulgação)

 

Apesar das raízes históricas do turismo estarem ligadas à atração cultural, o ambiente natural apresenta-se cada vez mais como objeto de desejo para os turistas ocidentais.

Na perspectiva do ambiente natural está presente a modalidade ecoturismo, a qual dá destaque aos aspectos relacionados ao meio biótico, como a fauna e a flora, os quais estão diretamente ligados aos elementos do meio físico, como as rochas, relevo e recursos hídricos.

Sendo assim, o ecoturismo surgiu como uma alternativa ao turismo de massa, sendo uma vertente que priorizava elementos sociais e ecológicos no planejamento turístico.

O geoturismo, muito ligado à Geologia, refere- se “a provisão de facilidades interpretativa de serviços para promover o valor e os benefícios sociais de lugares e materiais geológicos e geomorfológicos e assegurar sua conservação, para o uso de estudantes, turistas e outras pessoas com interesse recreativo ou de lazer” (Hose, 2000 apud Nascimento et al., 2007b, p. 3).

Dessa forma, podemos perceber que ambos os conceitos estão ligados às questões de sustentabilidade e conservação.

A importância da geomorfologia para os estudos turísticos

Geomorfologia é a ciência que estuda as formas de relevo, levando em conta os materiais existentes (rocha e solo) e os processos internos e externos que dão origem a essas formas.

Dessa maneira, para um turismólogo é de importância fundamental ter conhecimentos sólidos sobre a geomorfologia, não só no sentido de poder reconhecer essas formas, para melhor aproveitá-las, como também pode explicar aos turistas o terreno onde estão pisando e explorando.

Ainda mais nos dias de hoje, com o desenvolvimento do chamado turismo ecológico, ou do ecoturismo, e da necessidade de se chegar ao desenvolvimento sustentável, onde o turismo entra como importante fonte de renda, com a possibilidade de gerar milhões de empregos, no mundo inteiro.

O conhecimento da geomorfologia pode proporcionar tudo isso, sem provocar a degradação do meio ambiente, que tanto tem afligido grandes áreas no Brasil e no mundo.

Tudo a ver

Geografia aplicada ao Turismo preenche uma importante lacuna, capacitando turismólogos demonstrando a aplicabilidade da climatologia, da geologia, da geomorfologia, da biogeografia, da cartografia, da geopolítica, da cultura, no turismo e a planejarem suas atividades turísticas, em escalas locais e regionais.