Entrevista com o Eng. Alio Kimura

Sócio-diretor da TQS Informática, onde atua no setor de desenvolvimento de sistemas computacionais para cálculo de estruturas de concreto, ele fala sobre a 2ª edição de seu livro

(Imagem: MundoGEO)

 

Acompanhando o lançamento de Informática Aplicada a Estruturas de Concreto Armado – 2ª ed., falamos com o autor Alio Kimura, que nos contou um pouco do trabalho realizado para essa nova edição, seus destaques e o surgimento do BIM (Building Information Modeling).

Comunitexto: O que o motivou elaborar essa 2ª edição do livro?

Eng. AK: O que mais me motivou foi a constante procura pelo livro, que se encontrava esgotado, sobretudo de alunos de engenharia. Também, após mais de 10 anos da primeira edição, achei que seria oportuno atualizar as imagens do livro referentes ao software adotado na resolução dos exemplos.

CT: Qual o grande destaque dessa nova versão?

Eng. AK: O grande destaque, sem dúvida, é o novo texto sobre BIM. Mas, não posso deixar de citar que houve um trabalho enorme na criação de um novo formato para descrever a resolução dos exemplos.

CT: Por que o BIM tem chamado tanto a atenção dos estudantes e profissionais da Eng. Civil?

Eng. AK: O BIM reflete a materialização de um cenário desejado por toda cadeia da construção civil há muito tempo. É certo que ele se tornará um paradigma. E, por isso, todos ficam interessados em buscar informações sobre BIM. Ainda assim, é possível afirmar que muitas novidades aparecerão nesta área. O BIM, a meu ver, embora já tenha avançado muito nos últimos anos, será complementado com o uso de novas tecnologias que estão por vir.

CT: Além do BIM (Building Information Modeling), existe algum outro novo assunto que o leitor da edição anterior pode encontrar nessa atualização?

Eng. AK: No capítulo sobre Análise Estrutural, foram introduzidos novos textos referentes a modelos estruturais mais recentes. Mas, não é algo grande.

CT: Quais as questões mais importantes a serem consideradas na modelagem estrutural?

Eng. AK: É muito importante que o modelo adotado simule, de melhor forma possível, o comportamento estrutural de um edifício real de concreto. As ligações entre os elementos precisam ser bem modeladas, as características do material (concreto armado) levadas em conta etc.

CT:  Por que, apesar de tantos avanços tecnológicos, que por vezes revelam resultados tão eficazes, ainda assim é de extrema importância conferir manualmente a viabilidade de um projeto?

Eng. AK: A chance de se cometer algum erro durante o uso de um software é grande. Por isso, a validação de resultados por meio de “contas de padaria” é sempre uma etapa obrigatória, qualquer que seja o tipo e o porte do projeto.

Tudo a ver

Está disponível em nosso lojão o livro Informatica aplicada a estruturas de concreto armado – 2ª Edição, que traz uma nova seção sobre a utilização do BIM (Building Information Modeling), com exemplos práticos de aplicação no projeto de estruturas de concreto. A apresentação dos exemplos passo a passo também foi atualizada e reformulada de modo a facilitar sua consulta.