fbpx

Reflectância dos materiais terrestres: Entrevista com Tati de Almeida e Paulo R. Meneses

Professores falam sobre o novo lançamento da Oficina de Textos, obra que apresenta estudos sobre os conceitos relativos aos mecanismos de interação da luz com a matéria

Processar as imagens em computadores é relativamente fácil, mas extrair delas a informação desejada sobre os materiais que ocupam a terra é um processo bem mais complexo.

Sabendo desse desafio de profissionais, alunos, professores e pesquisadores da área de sensoriamento, os autores Tati de Almeida, Paulo R. Meneses e Gustavo M. de Mello Baptista procuram, com este livro, dar as bases científicas num contexto prático para que todas estas pessoas possam melhor entender a reflectância dos materiais terrestres vista nas imagens de sensoriamento remoto.

(Imagem: MundoGEO)

 

Comunitexto: Como surgiu a ideia do livro?

Tati de Almeida: Em 2001 publicamos um livro que parcialmente tinha um conteúdo similar e cuja edição esgotou em pouco tempo. Seu nome era “Sensoriamento remoto: reflectância dos alvos naturais”, editado pela UnB em parceria com a Embrapa Cerrados. Ao longo dos últimos anos recebemos muitas solicitações de leitores interessados em uma segunda edição.

Devido já ter transcorrido mais de 15 anos desta edição, decidi por escrever um novo livro com conteúdo mais atualizado e expandido, convidando alguns especialistas no assunto para escreverem capítulos de suas especialidades.

Paulo Meneses: A motivação de escrever este livro está no fato de que o vasto assunto sobre este tema está disperso em inúmeras publicações especializadas como revistas e trabalhos em congressos, e raramente discutem a fundamentação física teórica das leis e processos que explicam o comportamento da reflectância em função da constituição físico-química da matéria. É uma publicação inédita, porque não há no Brasil nenhum livro que aborda este assunto.

CT: Como foi o trabalho de pesquisa de vocês e o desafio de colocar num livro?

TA: O livro traz nos seus respectivos capítulos os resultados de nossas pesquisas em análise e interpretação de imagens de sensores remotos realizadas ao longo de toda nossa carreira científica. Estas pesquisas com imagens foram todas conduzidas com o suporte de medições espectrorradiométricas de reflectância dos materiais, feitas em laboratório e em campo. Os coautores são especialistas no assunto e todos possuem laboratórios equipados para isso.

PM: O principal desafio enfrentado para colocar isto em um livro compreensível e didático é a enorme complexidade de análise que os espectros de reflectância exigem, e somente a larga experiência laboratorial dos autores é que permitiu ousar escrever um livro deste porte.

CT: O que consideram ser o grande destaque da obra?

TA: Diria, além de seu ineditismo, é ser uma obra que apresenta fundamentos e resultados analíticos de todos os tipos de materiais naturais que podem ser vistos em imagens de sensoriamento remoto e que na grande maioria, os especialistas em interpretação de imagens não dominam com profundidade as bases científicas para suas explicações. Este livro tem uma importância adicional de servir como um manual prático.

CT: Qual o conceito fundamental para análise interpretação desses materiais?

PM: O conceito principal está contido nas informações sobre o que as bandas de absorção da luz eletromagnética podem nos mostrar sobre as composições química e molecular dos materiais. Isso nos permite identificar e qualificar a natureza do material, o que é fundamental para o mapeamento e monitoramento do meio ambiente com imagens de sensoriamento remoto.

Tudo a ver

Reflectância dos materiais terrestres parte dos conceitos básicos da análise química, física e biológica dos materiais por meio das bandas de absorção para aprofundar-se em conhecimentos específicos sobre a reflectância de minerais, rochas, solos, vegetação e água; a interpretação de imagens de satélites; a interpretação de imagens multidatas; e o sensoriamento remoto por radar.